Os simuladores de direção veicular

Previsto nas Resoluções 168/04, 358/10, 420/12 e 421/12 do CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito), os simuladores de direção veicular farão parte da grade curricular de formação de novos condutores, na categoria “B”, a partir de 2013.  Os Centros de Formação de Condutores terão até 30 de junho de 2013 para adequarem suas instalações às normas estipuladas para o uso do equipamento. O objetivo da utilização do simulador como ferramenta de ensino é qualificar a formação de novos condutores com escopo na segurança viária.  O princípio básico do equipamento é simular situações no trânsito que irão permitir o domínio do veículo e a atenção necessária e indispensável à segurança no trânsito.

Para a utilização do sistema, as autoescolas deverão utilizar equipamentos homologados pelo DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito), sob fiscalização dos órgãos executivos estaduais de trânsito e do Distrito Federal. A grade curricular do aluno compreende cinco aulas de 30 minutos com conteúdo didático, como conceitos básicos de condução, marchas, aprendizado de circulação em avenidas, curvas, estradas, vias de tráfego, regras de segurança, congestionamento e em situações climáticas e de risco. O simulador somente será utilizado após o cumprimento da carga horária relativa às aulas teórico-técnicas, antes da realização do exame teórico.

Conteúdo didático
A Resolução 168/04 do CONTRAN (após modificações sofridas em virtude da Resolução 420/12 do CONTRAN) determina como grade curricular teórica os assuntos elencados abaixo:

CONCEITOS BÁSICOS

  • Verificação das condições dos equipamentos obrigatórios e da manutenção de um veículo;
  • Acomodação e regulagem do equipamento ao aluno;
  • Localização e conhecimento dos comandos de um veículo;
  • Ligando o motor.

APRENDENDO A CONDUZIR

  • Uso dos pedais e início da condução em 1ª marcha;
  • Mudança da 1ª para a 2ª marcha;
  • Mudança da 2ª para a 3ª marcha;
  • Mudança da 4ª para a 5ª marcha;
  • Controlando a condução veicular;
  • Efetuando uma curva;
  • Aperfeiçoando o uso da alavanca de câmbio e relação das marchas;
  • Aperfeiçoando o uso do volante;
  • Aperfeiçoando o uso da embreagem;
  • Aperfeiçoando o uso do freio;
  • Domínio do veículo em marcha à ré.

APRENDIZADO DA CIRCULAÇÃO

  • Posição do veículo na via, velocidade e observação do trânsito;
  • Entrada no fluxo do tráfego de veículos na via;
  • Movimento lateral e transposição de faixa de rolamento;
  • Parada e estacionamento;
  • Ultrapassagens;
  • Passagem em interseções (cruzamentos);
  • Mudança de sentido;
  • Condução e circulação por vias urbanas e rurais;
  • Condução e circulação em vias de tráfego intenso;
  • Condução e circulação em condições atmosféricas adversas;
  • Condução e circulação noturna;
  • Condução e circulação em região montanhosa.

CONDUÇÃO SEGURA

  • A partida e a mudança de marchas;
  • Utilizando os freios;
  • Circulação e velocidade;
  • Aclives e declives;
  • Curvas;
  • Condução em congestionamentos e paradas do veículo com o motor em funcionamento;
  • Entrada e saída no fluxo de tráfego de veículos;
  • Obstáculos durante a condução (na via e no tráfego).

SITUAÇÕES DE RISCO

  • Aquaplanagem;
  • Condução sob chuva;
  • Condução sob neblina;

Como funciona um simulador
Um simulador veicular consiste em uma combinação hardware/software capaz de simular eventos reais encontrados no trânsito. O sistema de hardware é composto por dispositivos que simulam um veículo, dotados de sistema de direção (volante), caixa de marchas, pedais de aceleração, embreagem e freio. O sistema de software consiste em aplicativos capazes de simular, através de ambientes gráficos (gerados através de uma tela), rotinas encontradas no trânsito de ruas e avenidas.

Os cenários simulados apresentam um amplo conjunto de situações de tráfego que objetivam preparar o aluno aos eventuais problemas encontrados na vida real. As diversas vias públicas encontradas nestes ambientes gráficos apresentam diferentes características, e ainda contêm os elementos de sinalização de regulamentação, advertência e de indicação. Com a riqueza de detalhes o aluno poderá interagir com a sinalização vertical, horizontal, luminosa, eletrônicas, sonoras e também dispositivos auxiliares. O aluno passa a conhecer os instrumentos comumente encontrados no painel e o funcionamento de todos os sistemas de um veículo, com ênfase aos cuidados indispensáveis que terá em relação à manutenção desses itens.

O simulador de direção veicular propicia ao aluno desenvolver suas habilidades na direção de um automóvel, na utilização dos pedais, no desenvolvimento e redução das marchas, aceleração e frenagem. Através do sistema o aluno também é submetido a múltiplas condições adversas como luminosidade excessiva, tráfego na via, obstáculos, etc. Com esta gama de situações o aluno pratica todos os elementos que compõem a direção defensiva, tais como a atenção na condução do veículo, o tempo de ação e reação e a prevenção acerca de possíveis obstáculos encontrados na via.

As Portarias 437/12 e 512/12 do DENATRAN determinam quais os requisitos devem ser preenchidos pelas empresas interessadas no credenciamento de simuladores veiculares. Segundo as normas mencionadas, os dispositivos de hardware e software devem ser aferidos pelos órgãos técnicos devidamente credenciados pelo INMETRO. A solicitação de credenciamento de instituição, entidade pública ou privada, ou empresa interessada na certificação e homologação do simulador de direção, deverá ser precedida de ofício subscrito em papel timbrado, dirigido ao Diretor do DENATRAN, contendo a razão social, endereço fiscal e eletrônico, CNPJ e os nomes dos respectivos responsáveis legais.

Pin It

4 comentários em “Os simuladores de direção veicular

  1. Auto Escola Silas 2 de janeiro de 2013 at 9:49 -

    Favor me enviar maiores informações sobre o simulador de direção “VALOR, CONDIÇÕES DE PAGAMENTO, E SE ESTE SIMULADOR ESTÁ HOMOLOGADO PELO DENATRAN”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


5 − = três

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>