A história do Abutres Moto Clube

A irmandade Abutres Moto Clube é uma confraria de motociclistas, fundada em 10 de setembro de 1989, em São Paulo. Considerado um dos maiores moto clubes do planeta, com quase 4000 associados, os Abutres fincaram ramificações em todas as regiões do Brasil, possuindo representações nos Estados Unidos e países da América Latina. O termo Abutre se relaciona a ave de mesmo nome, cujo vôo representa liberdade e soberania. A cor preta de suas jaquetas e vestimentas em couro também têm relação com as cores negras das asas de um abutre.

O fenômeno dos moto clubes no Brasil e no mundo
A história do surgimento dos moto clubes ainda é controversa. Desde a invenção das motocicletas, muitas pessoas já descobriam o prazer em se viajar em grupo, partilhando informações e experiências pessoais. Acredita-se que o surgimento do moto clube como conhecemos hoje, com regras semelhantes à doutrina militar, ocorreu em meados do final da Segunda Guerra Mundial, quando ex-militares amantes do motociclismo agruparam-se em organizações com regras distintas e respeito à hierarquia e disciplina.

Naquela época, as primeiras organizações já utilizavam identificações e mais tarde desenvolveram escudos ou brasões e que identificavam a organização junto ao publico. Entre as primeiras irmandades que se tem notícia no pós-guerra, destacam-se os Pissed de Bastardos e os Yellow Jackets, todos do estado da Califórnia, EUA. No Brasil, as primeiras irmandades que se tem notícia datam de 1927. Não possuíam ainda as características das irmandades americanas, mas já se organizavam em grupo para eventos e encontros do gênero.

A imagem do integrante arruaceiro e desordeiro que promovia orgias e praticava delitos começou a surgir na década de 30, gerando mitos e lendas acerca dos participantes de irmandades do gênero.  O cinema também contribuiu, para a construção da imagem negativa das irmandades, com a apresentação de filmes que colocavam os motociclistas como rebeldes e criminosos. Entre os moto clubes americanos, destacamos os Hell’s Angels, irmandade fundada na Califórnia, que tinham como principal característica uma rígida disciplina militar. Os Angels, direta ou indiretamente, contribuíram para a disseminação da imagem rebelde das irmandades.

Apesar dos Abutres possuírem características de rebeldia semelhantes às irmandades americanas, a filosofia abutre condena a violência. As principais características da irmandade é o convívio do grupo em lazer, partilhando os prazeres que a motocicleta oferece, festas, eventos e ações de cunho social.

Apesar da aparência de poucos amigos, um Abutre se destaca pela lealdade entre os companheiros e amor irrestrito à motocicleta. Entre os membros da irmandade encontram-se empresários, policiais e até juízes.

Apesar da característica pacífica dos Abutres, a irmandade sofre do mesmo mal das organizações do gênero que crescem de maneira acelerada. Entre seus membros surgem pessoas que distorcem os preceitos básicos dos Abutres, ostentando armas e adotando comportamentos violentos. Apesar do número aparentemente pequeno de pessoas com comportamento duvidoso, estes membros acabam por estigmatizar a imagem rebelde da irmandade junto ao publico leigo, que acredita tratar-se de baderneiros sem causa que reúnem-se com intuito de promoverem brigas e confusões.  Mas para quem conhece de perto a vida destes cavaleiros em suas motocicletas negras, sabe que vai encontrar hospitalidade e irreverência e, principalmente, distantes de arrumarem problemas.

Organização e requisito para ingresso
A estrutura organizacional dos Abutres MC é extremamente rígida, seguindo padrões militares de hierarquia e disciplina. Para ingressar na irmandade o primeiro requisito é ser homem, ter mais de 25 anos e ter sido convidado por algum integrante. Após o convite o candidato passa por provações a fim de se verificar se encaixa na ideologia Abutre. Após admitido na irmandade, o novato passa por etapas para atingir “graduações” dentro da irmandade.  Após 3 meses de avaliação o novato atinge a graduação “Parceiro”.

Páginas: 1 2

Pin It

Um comentário em “A história do Abutres Moto Clube

  1. Ai. caras sou apaixonado por motos custon .e sou fan numero um dos Abutres .sou de sergipe acompanho todas atividades dos abutres pela internete.voçes estao de parabens pelo trabalho social que fazem.um forte abraço a todosque fazem parte desta irmandade.(Rodson machado)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


× 1 = três

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>