Pára-choque traseiro em caminhões

O pára-choque é um equipamento obrigatório presente em quase todos os tipos de veículos existentes. Sua exigência está presente na Resolução 014/98 do CONTRAN e tem como objetivo minimizar as conseqüências de um impacto entre veículos (choque/colisão). Nesta matéria discutiremos o uso e as exigências do pára-choque para caminhões e carretas, haja vista suas regulamentações serem mais complexas em relação aos automóveis. O que se via, nas vias publicas brasileiras, antes da publicação de normas mais exigentes era a colocação de equipamentos obrigatórios que não atendiam aos quesitos de segurança viária, sem uma padronização específica ou estudo técnico apropriado. Confira abaixo algumas imagens de veículos dotados de pára-choques sem qualquer respaldo técnico competente.

Pára-choque traseiro é o dispositivo de proteção, constituído de uma travessa e elementos de fixação para montagem, fixado às longarinas ou ao elemento que desempenha as funções destas e destinado a atenuar as lesões corporais e a reduzir os danos materiais conseqüentes de colisão envolvendo a traseira deste veículo.

Imagens dos pára-choques irregulares…

Consequências da instalação inadequada do pára-choque

A utilização do pára-choque dianteiro não possui muita complexidade, diferente das exigências na traseira dos veículos de carga. As primeiras observações mais pertinentes sobre as características deste equipamento ocorreram com a publicação da Resolução 805/95 do CONTRAN e foram aperfeiçoadas com a publicação da Resolução 152/03 do CONTRAN. No caso da Resolução 805/95, o CONTRAN atribuiu duas formas distintas de aplicação da norma, para veículos fabricados antes de 1996 e depois de 1996 e cujo PBT (Peso Bruto Total) seja acima de 3,5 toneladas.

Para veículos de carga com PBT maior que 3,5 toneladas e fabricados a partir de 1996 segue as seguintes exigências (conforme artigo 6º da referida Resolução):

  • Fixados rigidamente à longarina do chassi ou sua extensão
  • Travessa com formato retilíneo e sem furos;  extremidade sem bordas cortantes;  a altura de sua seção reta não inferior a 100 mm (cem milímetros);  comprimento máximo igual ao comprimento do maior eixo veicular traseiro; comprimento mínimo igual ao comprimento do maior eixo veicular traseiro menos 100 mm (cem milímetros), de cada lado; faixas oblíquas com uma inclinação de 45º (quarenta e cinco graus) em relação ao plano horizontal e 40 mm (quarenta milímetros) de largura, nas cores amarelo e preto, sendo admitido o uso da cor amarela refletiva
  • distância da travessa do pára-choque até a extremidade traseira do veículo não deve exceder a 400 mm (quatrocentos milímetros);  para veículos basculantes esta distância deve ser a mínima necessária ao movimento da caçamba e nunca superior a 400 mm (quatrocentos milímetros);
  • altura máxima de 550 mm (quinhentos e cinqüenta milímetros) da borda inferior da travessa do pára-choque, medida com relação ao pavimento, estando o veículo com seu peso em ordem de marcha e num plano de apoio horizontal;
  • para veículos, transportadores de cargas perigosas, o pára-choque traseiro deve estar afastado, no mínimo, 150 mm (cento e cinqüenta milímetros) do tanque ou do último acessório, devendo ser fixado nas longarinas do chassi do veículo;
  • admitido o uso do pára-choque com altura variável, no plano vertical, desde de que este atenda às exigências estabelecidas nesta Resolução e seu anexo.
  • o pára-choque previsto no inciso anterior deverá apresentar dispositivo que garanta sua fixação quando em serviço, sendo possível ao operador variar sua altura aplicando uma força que não exceda a 400 N (quatrocentos Newtons), aproximadamente (quarenta quilogramas-força).
  • é permitida a instalação de pára-choque basculante, desde que atenda as exigências desta Resolução e seu anexo, e seja dotado de mecanismo que obrigue o seu retorno à posição original, sem necessidade de interferência externa.

Páginas: 1 2

Pin It

22 comentários em “Pára-choque traseiro em caminhões

  1. Luiz Carlos Pereira Bon 2 de outubro de 2011 at 17:23 -

    tenho um caminhão ano 1972, e gostaria de saber qual é o certo para o ano do veiculo cores amarelo e preto pintura ou vermelho e branco refletiva no pará choque trazeiro. Obrigado

  2. Olá Luis Carlos
    Como mencionado na matéria, segue as características do pára-choque:

    pintado conforme estabelecido no art. 6º, inciso I, letra f. (faixas oblíquas com uma inclinação de 45º (quarenta e cinco graus) em relação ao plano horizontal e 40 mm (quarenta milímetros) de largura, nas cores amarelo e preto, sendo admitido o uso da cor amarela refletiva)

    Necessário que o pára-choque contenha o dispositivo retrorrefletivo, que pode ser cobrindo toda superfície do veículo, na cor vermelha e branca(comumente vendido em lojas especializadas) , ou ainda apenas duas tiras refletivas instaladas nas extremidades do equipamento.

  3. ai amigo estou montando um caminhao bau com som preciso faser algumas modificacoes no bau qual a altura minima que posso deixar o bau e o parchoque posso fichisar no bau

  4. Olá Marcos! Toda e qualquer mudança na carroceria do veículo deve passar pelo crivo do órgão de trânsito de sua cidade, para eventuais modificações nas caracteríticas do veículo. O parachoques deve estar fixado no chassi do veículo e jamais no baú. Fixar o prachoque no baú representa a perda de toda sua finalidade de segurança e em nada auxilia em eventuais colisões. E finalmente, a altura máxima permitida para um veículo é 4,40 mt.

  5. Boa tarde, comprei parachoque para por no meu caminhao mas tenho duvidas sobre – qual a altura do parachoque para o chao? Qual a distancia do parachoque soldado no chassis para o final da carroceria? O meu caminhao é um mercedes 1318 ano 1989 carroceria de madeira. aguardo sua ajuda o mais rapido que voce puder. muito obrigado.

  6. Olá Elisvaldo!

    DE acordo com a legislação em vigor, a altura máxima em relação ao solo é 40 cm.

    Um abraço!

  7. Ola amigos, segue a seguinte dúvida:
    A Resolução 14 nao eximiu os cavalos tratores da necessidade de possuirem para-choques traseiro e, a Resolução 152 não se aplica a estes veículos, logo, pergunto se ao veículo do tipo tração (Cavalo Mecanico) não se exige o para-choques traseiro ou se exige mas nao com as especificaçoes da Resolução 152.
    Grato e parabens pelo trabalho!!

  8. Olá, tenho um caminhnao 912 entre eixo 4250, a extensao do bau 5500×2200, porém sua documentação foi apreendida, alegando estar com chassis emendado 50cm , mas tenho observado que todos caminhoes 912 e 914 possui este tipo de bau. o revendedor da mercedes me disse que é padrao deste caminhao. porem para tirar a documentação apreendida tive que mudar o bau para 4500 x 2200 o qual dava a medida exigida pelo policial rodoviario.

    pergunta:

    posso voltar a usar o bau padrao dele. sem ter dor de cabeça, existe alguma legislação . pois estou sabendo que o chassis dele pode ser alongado 30% da medida entre eixo o qual estava antes.

    detalhe. a policia rodoviaria nao sabia a medida do bau teria que levar um laudo para eles aprovando o Baú.

    sendo que ninguem da esse laudo . o laudo so e fornecido para juiz ou delegado. É UM ABSURDO.

  9. Qualquer tipo de modificação no chassi do veículo, como por exemplo, alongar o chassi para abrigar um novo implemento obrigará o veículo a se submeter a inspeção veicular para obtenção de CSV (Certificado de Segurança Veicular). A recolocação do baú original, em tese, não obrigaria a obtenção de novo laudo, entretanto qualer tipo de modificação, mesmo que seja a recolocação do equipamento original deve ser objeto de nova vistoria para certificação de que o implemento fora instalado de foma correta e segura. Procure uma oficina técnica credenciada pela CIRETRAN/INMETRO de sua cidade.

    Grato por sua participação
    Ricardo José

  10. boa noite. gastaria de saber se o parachoque traseiro do caminhão (qualquer um) pertence ao baú ou pertence a cabine e seu chassi.

  11. HUGO GUILHERME CORREIA 27 de junho de 2012 at 15:40 -

    Amigo,

    Gostaria de saber se fixar o para choque por meio de barras de ate 50 cm de comprimento, ao chassi, caracteriza seu alongamento.
    Por exemplo a carroceria supera o chassi em 50 cm. para fixar o para choque rente a carroceria faço uma emenda com solda tendo a finalidade de fixar o para cheque no chassi e no limite da carroceria. O DETRAN/RO diz que é alongamento de chassi e necessita CSV. Está ele com a razão?

    Grato

    Hugo

  12. Senhores,

    Tenho um caminhão accelo 815 ano 2012 com chassi alongado, com um comprimento de 4,20 m, e gostaria de saber qual a altura do chao deve ser posicionado o parachoque. Entrei no site do CONTRAN e verifiquei que seria de 40 cm, porem achei muito baixo gostaria de saber se ha algum impedimento se colocar um pouco mais alto, quem sabe uns 55 cm do chao?

  13. ola!rommy, a sua duvida tambem é a mesma da minha no que se refere a obrigatoriedade do uso do para choque traseiro nos caminhoes tratores(cavalo mecanico).Se prestarmos bem a atençao no atr.1° da resoluçao 152/03 ela fala que os referidos veiculos só poderao ser registrados e licenciados se estiverem dotados do pára choque traseiro.
    O art.2°desobriga o cumprimento desta resoluçao, o caminhao trator especificamente no caso o mesmo esteja indo a vistoria(registrar e licenciar)e nao para transitar em qualquer rodovia.espero ter ajudado.

  14. Olá Rommy e Santos. Minha observação é mais para concordar com o Rommy. Caro Santos, a resolução 152, no seu artigo 1º NÃO SE APLICA aos caminhões tratores, visto que diz “…veículos de carga…” e esses veículos não são de carga e sim DE TRAÇÃO. mAIS ADIANTE, NO ART. 2ª, ela fala textualmente que não se aplica aos caminhões tratores. Portanto continua a dúvida: os c. tratores não precisam de parachoque traseiro, ou a eles se aplica outra legislação? Quem souber, por favor me informe: email: nbonapate1901@bol.com.br

  15. tem um caminhão 608 baú de 4.50 comprimento.
    qual é a altura e largura e comprimento permitida do para-choque
    ao chão,e se pode pode ser estalado no chassis do baú??

  16. Ola boa tarde!
    Primeiramente obrigado pela oportunidade!
    em um dos casos já postado à cima também me enquadro naquele que o guarda
    apreende o doc. do caminhao alegando alongamento de chassi.
    O fato é que é a primeira vez que compro um caminhao ,mas comprei tudo novo (caminhao e bau). Seria um 3/4 vw 8-150E entre eixo 3,900 . Segundo
    o fabricante do baú 5,50Cx2,20Lx2,40A é padrao para esse caminhao. Só que
    para colocar o baú foi emendado 1,00m de chassi , diz o fabricante que é o complemento do para-choque.
    Pergunta:
    Nesse caso quem está errado;Eu, Detran, O Guarda ou Fabricante do baú???
    Muito Obrigado e parabens pelo trabalho!!

  17. Hugo, a irregularidade de seu caminhão deve ter sido o Balanço traseiro que não deve ultrapassar a distância de 60% do entre eixo (no seu caso 2,34m).
    Sobre o parachoque traseiro segue a resolução 152 do contran, 40cm do chão, 10 centimetros de cada lado para dentro do limite da carroceria, a lâmina deve ter no mínimo 10 cm de largura sem furos nem emendas e a faixa vermelha e branca refletiva. Ainda deve ter a plaqueta do fabricante (raramente exigida na fiscalização).
    Ainda existe a exigência das barras de proteção lateral (resolução 323).

  18. Bom dia,
    Sempre temos que entregar cavalo mecânicos novos aos nossos clientes e surgiu uma dúvida: é preciso o para-choques listrado de vermelho e branco para esses veículos? qual a resolução a que se aplica?
    Alguns até dizem que o dispositivo pode ser de madeira mesmo, até amarrado, mas tem que ter.
    Tivemos problemas em um incidente em uma rodovia e o policial nos disse que estávamos irregulares, sem o equipamento. No aguardo: obrigado.

  19. Veículos isentos da aplicabilidade das regras, de acordo com as Resoluções citadas nesta matéria:
    * Veículos de coleção – Res 56/98 (alterada pela 127/01
    *Carroçaria e pára-choque incorporados
    *Veículos inacabados ou incompletos – Res 724/88 (Definição)
    *Destinados à exportação
    *Caminhões-tratores
    *Produzidos especialmente para cargas autoportantes ou outros itens muito longos
    *Incompatibilidade da utilização do pára-choque no veículo
    *Viaturas Militares – Res 797/95

  20. adilson joaquim 10 de abril de 2014 at 8:13 -

    bom dia tenho um cavalo mecanico volvo nl 12 360 4×2 eu preciso colocar parachoque para andar em rodovia só com o cavalo obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


− seis = 3

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>